danço-te lundum

esgueiro-me
nessa dança
transgressora,
sensual,
erótica,
ciosa
do olhar,
da voz
e do encanto...

canta-me,
executa-me
nos ritmos todos
e em todas volúpias...
contempla
meu idílio
maneiro,
langoroso
e lascivo...

Mas, a despeito de toda provocação,
idolatra-me a pureza, não a concupiscência...

Sílvia Mota.
Rio de Janeiro, 20 de abril de 2009 – 15:03hs.

2 comentários:

Sílvia Mota disse...

Coração enternecido Qualquer comentário irá macular uma obra cheia de sensibilidade, leveza, e doçura poética.
Porém, costumo dizer que, acontecimentos como esse, é o momento mágico em que os anjos dizem Amém, e o então, abençoado poéta, deposita sobre o papel, eternizando assím, a inspiração recebida... Parabéns.
Ruy Silva Santos.
______________________
Comentário postado no Site da Magriça em 20 de abril de 2009, às 17:34:00hs.

Sílvia Mota disse...

Obrigado pela visita... excelente, e muito gostoso de ler...
bjos. Miguel Carlos

Miguel (Registered) 2009-04-23 13:49:21
-------------------
Comentário postado no site Autores.com.br:
http://www.autores.com.br/2009042317918/Eroticos/Poesias-Eroticas/danco-te-lundum.html