vejo-te em grande perigo...


não consegues viver em mim,
não tens talento...
não consegues fugir de mim,
és escravo...

não consegues viver nela,
não tens desejo...
não consegues fugir dela,
és covarde...

não consegues viver em ti mesmo,
não tens paz...
não consegues fugir de ti mesmo,
és medo...

vejo-te só:
sem mim, sem ela...
e - o que é pior –
sem ti mesmo...

Sílvia Mota.
Rio de Janeiro, 18 de abril de 2009 – 20:05hs.

Um comentário:

Sílvia Mota disse...

Muito bom.

tania martins (Registered) 2009-04-22 17:43:25
_________________
Postado no site Autores.com.br: http://www.autores.com.br/2009042017802/Literatura/Poesias/vejo-te-em-grande-perigo.html